as madeiras do banco oscar

mdf,banco de madeira,móvel de design,ergonômico,mobiliário,design,conforto,varanda

 medium density fiberboard

 



​​O Medium-Density Fiberboard, mais conhecido pela sigla MDF, é um material derivado da madeira. A tradução adequada para a língua portuguesa é "placa de fibra de madeira de média densidade". O MDF é um material uniforme, plano e denso, que não possui nós. Portanto, para a confecção dos angulos não convencionais e corte elipsoidal, próprios do design dos pés do Banco Oscar, o MDF se mostra o material mais adequado. A principal matéria-prima utilizada pelas fábricas de MDF é o pinus. No Brasil, a madeira de pinus é obtida a partir de plantios florestais de larga escala. O banco Oscar usa somente MDFs de fabricantes com certificados que garantem a origem de madeiras de reflorestamento, e outros certificados de reduções de impactos ambientais nos processos de fabricação.

folha de madeira,banco de madeira,móvel de design,ergonômico,mobiliário,design,conforto,varanda

laminas certificadas

​​Para um acabamento primoroso do Banco Oscar, a estrutura dos pés é revestida com composite de folhas de madeira, que apresentam um constante padrão qualitativo de cor, textura, e acabamento final, garantindo regularidade nas 500 unidades há serem produzidas e assinadas.

O fornecedor deste revestimento também se mantém fiél às certificações que recebeu: FSC, EUTR, OLB, SGS e Membro da TFT.

madeira laminada,banco de madeira,móvel de design,ergonômico,mobiliário,design,conforto,varanda

tabuas laminadas

Uma tabua laminada é composta de tabuas menores que são intimamente coladas entre si, formando um conjunto homogêneo e de estrutura melhor que a tabua única, têm uma elevada resistência mecânica (flexão, compressão, tração e corte).​ As tabuas laminadas não tem limites para larguras e espessuras, no entanto tem na sua origem madeiras de arvores novas de reflorestamento. O assento do banco Oscar é produzido a partir de uma tabua laminada, ação de incentivo ao reflorestamento e à redução de carbono, porque as arvores mais novas, quando em fase de crescimento é que mais absorvem o carbono.